Loading ...

Como a Metodologia OKR pode ajudá-lo no gerenciamento de metas.

Você já teve curiosidade para saber como algumas das empresas mais inovadoras do mundo fazem o seu planejamento estratégico e isso ocorre na prática para alcançar os objetivos?

Através de um dos assuntos mais falados no momento:  a metodologia OKR.

Recentemente, me questionei como iria elaborar as minhas metas pessoais de forma mais simples e eficaz, encontrei sobre a metodologia OKR, li sobre o assunto e decidi escrever a respeito. Por acreditar que o tema é bastante relevante e de fácil compreensão, segue o meu entendimento a respeito.

Mas como surgiu essa metodologia?

Um dos grandes desafios que as empresas têm é como criar metas e alinhá-las com toda a organização em diferentes níveis, na prática é como traduzir toda o objetivo da empresa que são desenhados pela alta gestão para que todos fiquem na mesma página.

A ideia inicialmente surgiu na Intel ainda nos anos 70 por Jhon Doerr, a metodologia OKR se tornou popular por ter sido utilizada pela Google ainda na década de 90 quando ainda era uma empresa bem pequena e foi indicada como uma das ferramentas que colaborou pelo crescimento da empresa.

Atualmente, é utilizada por empresas como Linkedin, Twitter, Spotify e Nubank, e ganhou notoriedade por conseguir traduzir as necessidades estratégicas da organização para todos os colaboradores.

O nome vem do acrônimo OKR (Objectives and Key Results), em tradução livre Objetivos e Resultados Chaves e de acordo com Jhnon Doerr, pode ser definida como:

A metodologia OKR pode ser definida como um sistema de definição de metas com abordagem simples para criar alinhamento e engajamento em torno de metas mensuráveis.

Por que utilizar OKR?

Um dos grandes motivos da disseminação da técnica é a facilidade de implantação é uma fórmula simples que possibilita a definição de objetivos para toda a organização garantindo que todos estejam alinhados e trabalhando na mesma direção.  

Contudo, essa metodologia não é eficaz somente na disseminação de metas para a companhia, tendo como base a melhoria continua a adoção de OKR’s pode proporcionar que a empresa atinja um novo patamar de qualidade, criando um diferencial competitivo frente a concorrência através do estabelecimento de objetivo e medição dos resultados.

Os diferenciais de OKR são:  Simplicidade; Transparência; Adaptabilidade e Acompanhamento do Andamento.

Como utilizar OKR’s?

Essa metodologia trabalha com planejamento estratégico, são estipulados os objetivos, os passos para chegar nesse objetivo e como será mensurado. Para isso, há uma fórmula EU VOU – o que eu quero fazer (Objetivo) medido por (Resultados Chaves).  

Segundo Jhon Doerr, no primeiro passo é importante definir o Objetivo seguindo os passos abaixo:

  •    Qualitativo;
  • Aspiracional, tem que seja desafiador que a pessoa se sinta motivada a realizado;   
  • Prazo de conclusão e responsável, normalmente os prazos das metas OKRs são trimestrais e possuem o envolvimento de todo o time;
  • Questionável.  

Já as características para a criação dos resultados chaves são:  

  • Quantitativos;
  • Desafiadores, mas atingíveis;
  • Indicadores de Desempenho(KPIs);
  • SMART (Específicos; Mensuráveis; Atingíveis; Relevantes e Prazo).

Como construir metas OKR’s na prática?

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

1.      Primeiro, definir um objetivo.

Neste exemplo, a empresa vende sapatos online.

OBJETIVO: Satisfazer as Necessidades dos Clientes. (observe que o objetivo é algo mais amplo).

2.      RESULTADOS CHAVES:

  •         Visitas Recorrentes no Site: média de 5 visitas por semana por usuário;
  •       Atingir um Índice de Satisfação de 90% (NPS);
  •      Engajamento: 80% dos usuários preenche o cadastro no site;
  •       Fidelidade:  Os clientes que já compraram com da marca, voltam a comprar?

Para avaliar se o objetivo está sendo atingindo, os resultados chaves são criados com base em métricas, quanto mais especifico for o resultado mais fácil será acompanhar o seu progresso.

Acredita-se que uma boa avaliação de performance é de 70%, caso o seja maior que isso pode ser considerado que os objetivos sejam reavaliados, provavelmente está fácil demais. E o contrário também, caso os resultados não sejam atingidos é necessário avaliar os silos do processo e reavaliar a métrica.

E você já conhecia essa metodologia, já a utiliza? Deixe a sua opinião..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *